5 Pequenos passos para prevenir o câncer de mama

Embora o número de casos de câncer de mama esteja diminuindo constantemente desde 2005, esta doença continua a ser a principal causa de morte por câncer entre as mulheres em 2012. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer, continua sendo a mais freqüentemente observada entre as mulheres na França, na União Européia e nos Estados Unidos.

Atualmente, os pesquisadores estão cientes de uma série de fatores de risco, mesmo que existam ainda incertezas sobre o seu envolvimento. Esses fatores incluem idade, história pessoal e familiar e predisposições genéticas. Mas outros fatores de risco ambientais externos, como exposição a hormônios, tabaco, álcool e excesso de peso, também desempenham um papel importante. Aqui estão algumas ações que ajudam a reduzir esses riscos:

Álcool e cigarros

Os especialistas não têm dúvidas sobre isso: fumar, ativo e passivo, aumenta o risco de desenvolver câncer. mama. Mas o consumo de álcool também é influente. De acordo com um estudo da Reader's Digest, as mulheres que bebem 14 ou mais bebidas alcoólicas por semana aumentam o risco de desenvolver câncer de mama em 35% em comparação com cinco copos.

Hormônios

Alguns médicos não hesitam em prescrever pílulas de hormônios para mulheres com os primeiros sintomas da menopausa. No entanto, mais e mais estudos sugerem que este tipo de terapia aumenta o risco de câncer de mama e ovário. Discuta com seu médico para encontrar uma solução alternativa ou mais leve do que a pílula usual

Poluição

Os problemas ambientais, especialmente a poluição, já foram associados a um aumento no câncer de pulmão, complicações no nascimento e outras doenças. Mas, de acordo com um estudo publicado em 2010, a poluição também contribui para aumentar o risco de câncer de mama. Ao nos concentrarmos em formas de vida ambientalmente mais conscientes, estamos protegendo nossa saúde!

Um estilo de vida sedentário

Sentado a maior parte do dia, no carro, no trabalho ou no sofá, aumenta riscos de doenças cardiovasculares e câncer. As mulheres que passam pelo menos seis horas por dia em risco de desenvolver câncer de ovário e mama têm um aumento de 10% em relação àquelas que passam apenas três horas em uma cadeira ou cadeira. Se o seu trabalho forçar você a se sentar, tente fazer intervalos para caminhar sempre que puder.

Amamentação

A decisão de amamentar ou não é estritamente pessoal, mas pesquisadores americanos sugerem que essa prática pode reduzir o risco de câncer de mama antes e depois da menopausa. A razão para essa redução ainda é desconhecida, mas o equilíbrio hormonal é frequentemente questionado.