Adultos acham difícil detectar as mentiras das crianças

Os adultos agora podem jogar cara ou coroa para determinar se uma criança está mentindo para eles ou não. Porque, de acordo com um estudo realizado por psicólogos da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, e publicado pela revista Lei e Comportamento Humano , somos capazes de detectar essas mentiras que em 54% dos caso. Estes resultados baseiam-se na análise de 45 experiências realizadas entre 1989 e 2007, envolvendo cerca de 8.000 adultos e 1.800 crianças com idades compreendidas entre os 3 e os 15 anos.

As crianças podem mentir aos 3 anos de idade, e eles melhoram com o tempo. "Os adultos tendem a acreditar que são naturalmente competentes para determinar se uma criança, e especialmente a deles, mente, confiando em seus resmungos, inquietação, olhares, respostas inconsistentes e outros sinais de nervosismo", explicam os autores.

Uma intuição intuitiva para enganar

Durante o estudo, eles descobriram que profissionais como assistentes sociais, policiais e professores geralmente são melhores que os pais na identificação de uma mentira, uma vez que as boas respostas médias são de 56%. Mas esta vantagem permanece bastante baixa. Os pesquisadores apontam que diferentes trabalhos dessa meta-análise não foram conduzidos usando a mesma metodologia. Na maioria dos casos, os adultos não conheciam as crianças.

"Os resultados podem ser diferentes, com mais estudos envolvendo pais ou professores que conhecem os jovens em questão", acrescentam. Os resultados, no entanto, indicam que "nós assumimos que as crianças são más mentiras e somos bons detectores de mentiras". Mas é importante entender que nosso julgamento não é tão preciso quanto pensávamos. baseado em nossas intuições. "